Inglês Inglês regular a partir de 11 anos

Espanhol Espanhol a partir de 11 anos

Kids De 7 a 10 anos

Business Inglês para profissionais

Conversation Club Aulas práticas para todos

Gramática

English Made in Brazil : expressões em inglês que usamos no português!

16 de mar

Que a língua inglesa é extremamente importante todo mundo já sabe. Usamos para o trabalho, viagens, ouvir músicas, ver filmes, etc. Porém, você já reparou no impacto que ela tem no cotidiano? Nós adotamos suas palavras sem perceber, principalmente, porque já se tornaram comuns (algumas já estão até no dicionário da língua portuguesa) ou por serem nomes de objetos e produtos introduzidos ao nosso país vindos do exterior.

O fato desses termos estarem no nosso idioma facilita a associação com a língua inglesa, mas, preste atenção: muitas vezes pegamos uma palavra e ela ganha outro significado em português ou até “abrasileiramos” a pronúncia delas.

Vamos dar uma olhada?

Escrita = Significado = Pronúncia

Nesta lista entram as palavras que mantêm a forma escrita, o significado e a pronúncia (em alguns casos, a pronúncia do “r” pode variar de acordo com o indivíduo).

Ex: The download will take about three minutes.

O download vai demorar mais ou menos três minutos.

She designed the page layout for the new magazine.
Ela projetou o layout da página para a nova revista.

 

Back up
Black Friday
Business
Delivery
Design
Diet
Download
Drive-thru
E-mail
Enter
Fashion
Feedback
Fitness
Free
Internet
King-size
Laser
Layout
Light
Login
Milkshake
Offline/Online
Slogan
Software
Trailer

Escrita = Significado ≠ Pronúncia

Aqui se encontram as palavras cuja escrita e significado são iguais em ambos os idiomas, mas a pronúncia não é a mesma.

PALAVRA

INGLÊS

PORTUGUÊS

DIFERENÇA

Check-in

 

Chip

\ˈchekin\

 

\ˈchip\

\ʃɛkĩ\

 

\ʃip\

Em inglês, o “ch” tem som de “tch”, mas em português a pronúncia mantém-se o “ch”, como na palavra “chave”.

Country (música)

\ˈkən-trē\

\kaũtɾi\

Em inglês fala-se “kantri”, alterando a pronúncia do “ou”. No português adotou-se a forma “kauntri.”

Freelance

Mouse

\ˈfrēlans\

\ˈmau̇s\

\frilãse\

\ˈmauze\

Em inglês não se pronuncia a última letra “e”. Porém, em português, sim.

Scanner

\ˈskanər\

\ˈiskâner\

A sílaba “ca”, em inglês, pronuncia-se como “e”. Em português, como “a”.

Palavra ≠ significado

Nesse caso, as palavras que têm origem no inglês possuem significados diferentes dos originais e fazem sentido somente no Brasil.

Notebook: No Brasil, é um computador portátil. Esse tipo de computador tem outra denominação em inglês, que é “laptop”. “Notebook”, em inglês, é apenas caderno.

Ex.: He uses his laptop for studying.
Ele usa o notebook para estudar.

Outdoor: Convenhamos que existe uma lógica para seu uso. O termo, em inglês, significa “do lado de fora” e, no Brasil, refere-se às placas, letreiros, painéis expostos ao ar livre. A ideia é válida, mas, em inglês, a palavra utilizada é “billboard”!

Ex.: The company’s billboard will be ready by Monday.

O outdoor da empresa ficará pronto até segunda.

Shopping: Quando você precisa comprar algo ou até mesmo passear você vai ao “shopping”? Pode ser, mas essa palavra só faz sentido para nós, pois o substantivo, em inglês, utilizado para lugar de compras é “mall” ou “shopping mall”, mas jamais o termo “shopping” sozinho.

Ex.: They spent the afternoon shopping at the mall.

Eles passaram a tarde fazendo compras no shopping.

Show: E quando sua banda preferida vai tocar? Você compra um ingresso para ir ao “show”, certo? No exterior, bandas fazem “concert”. “Show” somente se for uma exibição, como museu ou uma amostra.

Produtos com nomes em inglês

Os produtos que consumimos todos os dias possuem muita influência estrangeira. Abaixo você confere uma lista cujos nomes provêm da língua inglesa.

Axe: o famoso desodorante significa “machado” e foi adotado, inicialmente, para promover a “masculinidade”, porque foi o primeiro a introduzir o desodorante colônia masculino para o corpo todo.

Baton: um dos chocolates mais deliciosos significa “bastão”, em alusão ao seu formato, e não batom, como muitos ainda acreditam.

Butter toffees: a famosa bala de caramelo é a própria tradução: “caramelos amanteigados”.

Crunch: quer dizer “mastigar/triturar ruidosamente”. Lembra os flocos de arroz presentes no chocolate e o barulho que se produz ao comê-lo.

Cup Noodles: é o “macarrão no copo”. Originalmente, chamava-se “kappu nuudoru” (do japonês, mais conhecido como “lámen no copo”) e, ao ser adotado na língua inglesa (nos EUA), mantiveram o cuidado para que o nome fosse similar ao nome japonês. No Brasil, nós ficamos apenas com o termo em inglês.

Dove: não é por acaso que a Dove (do inglês “pomba”) traz o símbolo da paz em sua marca. O sabonete foi desenvolvido nos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial, especialmente para a limpeza da pele dos soldados feridos. Nos anos 50, depois de cumprir sua missão nos campos de batalha, a fórmula foi aprimorada para convertê-la em produto de beleza diferente de todos os outros, destacando o conceito de sabonete hidratante.

Head & Shoulders: na tradução é o “cabeça e ombros”. O xampu anticaspa faz referência às áreas atingidas pela caspa.

Raid: o “ataque surpresa” começou sua carreira dizendo que nenhum inseto resistiria a sua ação.

Red bull: sua tradução é “touro vermelho” e, de acordo com os criadores, foi uma homenagem à força do touro.

Ruffles: as batatas “da onda” homenageiam seu formato. Ruffles tem sentido de “ondulações”.

Sundown: o famoso protetor tem tudo a ver com o seu público-alvo: “pôr do sol”.

Vanish: o alvejante promete "desaparecer" com as manchas.

WhatsApp: referência à expressão “What’s up?”, que significa “e aí?”. A palavra “up” foi trocada por “app”, que significa “aplicativo”.

Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos e descubra quantas dessas palavras vocês usam! ????

Quer receber conteúdos exclusivos?

Assine nosso newsletter, prometemos não enviar SPAM!